segunda-feira, 28 de setembro de 2009

VERDADEIRA INTIMIDADE




Após muitos anos de colóquios, pesquisas e afins, descobri o que realmente define um relacionamento maduro....O PEIDO... simmmm....o flato, nosso bom e inseparável PUM, estabelecendo o antes e depois da verdadeira intimidade.
Teoricamente ninguém chega peidando na frente de uma menina que acabou de conhecer. Nem fudendo!!!! Segura noite inteira, essas ocasiões chega a ser um trabalho HerCÚlano, mas é só deixar a incauta em casa pra começar a soltar verdadeiros dinamites dentro do carro..ahhh....e isso vale pras moçoilas também, é só adentrar no conforto e segurança de casa para se sentirem muuuitooooo mais leves.
Porém após algum tempo de relacionamento, soltar uma peiduca é coisa normal, inclusive o barulhento e até mesmo o fedidaço. Alguns preparam verdadeiras emboscadas como na velha tática do edredom.
Mas como se chega a esse ponto do relacionamento. Nunca se sabe. Pode ser aquele primeiro que escapou enquanto estava fingindo que dormia, ou quando viaja e o banheiro é muito próximo do quarto, cada caso é um caso, mas inevitavelmente o puzin passa a fazer parte do casal.
Antes da peiduca a relação ainda é um teatrinho, depois de liberado a flatulência todos passam a se ver como seres humanos e o relacionamento ganha um sentido mais elevado.
RÁ!! Mas não pensem que o segredo é chegar apavorando na peidação, a aceitação peidal, é pra surgir naturalmente, medindo o grau de intimidade do casal. Isto posto, vale ressaltar que o peido nunca vem sozinho, é apenas a ultima barreira, pois quando deixa de ser tabu é porque todo resto foi conquistado, já se pode falar abertamente em caganeira, chulé, bafo e toda sorte de escatologia básica do convívio.
Por isso amigos não recriminem aquele que soltar o gás metano, segure as pontas, abra as janelas, e entenda que esse pum significa muito mais que gases intestinais, é a prova de intimidade plena.
Importante: embora o peido (dentro dos limites humanamente aceitáveis de fedor) seja totalmente normal dentro de um relacionamento, não há grau de intimidade que tolere uma de suas mais tétricas variações: o "peido caldinho" (aquele que não é feito somente de gás). Caso solte um desses, corra para o banheiro e JAMAIS confesse a façanha.

Um comentário:

  1. pum depois de comer costela no bafo é o pior!

    ResponderExcluir